Indeciso na escolha da câmara termográfica?

Encontre o modelo certo para si. Mais de 60 câmaras termográficas das principais marcas como Fluke, Flir, Keysight e Chauvin Arnoux.

Solicitar informação

Como escolher a câmara termográfica certa para as suas necessidades?

A grande variedade de marcas, modelos e preços das câmaras termográficas disponíveis atualmente no mercado gera, muitas vezes, dúvidas que dificultam o processo de decisão. E uma coisa é certa: todos queremos comprar o melhor modelo disponível para o nosso orçamento e necessidades.

Por isso, de seguida, encontrará um resumo dos 5 principais aspetos a ter em conta, as principais marcas e alguns dos softwares disponíveis.

Desfrute da viagem!

1 - Intervalo de temperatura

intervalo de medição da temperatura define os limites máximo e mínimo de cálculo da câmara termográfica. Normalmente, um intervalo mais amplo é melhor, excetuando o diagnóstico de edifícios onde o intervalo definido é específico para a deteção de problemas dentro das temperaturas de funcionamento do edifício.

2 - Resolução do detetor

A qualidade da imagem ou resolução da câmara é um dos fatores fundamentais. À semelhança das câmaras digitais, o tamanho do sensor descreve a quantidade de pontos que se visualizam em cada imagem térmica. Está diretamente relacionada com uma melhor qualidade de imagem. Uma resolução mais elevada permite uma melhor análise e diagnóstico já que proporciona imagens mais detalhadas.

3 - Campo de visão

O campo de visão (FOV) indica o que a câmara termográfica vê ou mede num determinado momento. Um campo de visão amplo é útil para aquelas aplicações que requerem a inspeção de grandes áreas como aquecimento, climatização e ventilação. Sem um campo de visão amplo não seria possível obter uma visualização geral, por exemplo, de um radiador completo.

4 - Resolução espacial (IFOV)

O nível de pormenor que se pode apreciar a certa distância é definido pelo IFOV (resolução espacial) da câmara. O IFOV determina-se pela resolução do sensor e também pelo tipo de ótica utilizada. Quanto mais pequeno é o IFOV, maior será a qualidade da imagem a uma distância determinada.

Ex: Com um IFOV de 2,5mRad a 2 m o detalhe mais pequeno que podemos ver é de 5 mm de diâmetro.

Através desta calculadora, poderá determinar o IFOV da sua câmara Fluke em função das condições de medição.

5 - Sensibilidade térmica

A sensibilidade da câmara consiste na capacidade de distinguir pequenas diferenças de temperatura e determina-se pela especificação de NETD (Noise Equivalent Temperature Difference).

  • Quanto maior for a sensibilidade térmica, menor será a diferença de temperatura mínima que a câmara pode captar.
  • Geralmente descreve-se em ºC ou mK.
  • Um melhor (mais baixo) NETD significa que a câmara poderá apreciar pequenas alterações da temperatura:
    • Uma câmara com um NETD ≤ 200mK detetará diferenças ≤ 0,2ºC
    • Uma câmara com um NETD ≤ 100mK detetará diferenças ≤ 0,1ºC

Cordex TC7000 | Câmara termográfica ATEX

Concebida para atmosferas explosivas de Zona 1, a câmara termográfica TC7000 é certificada para utilização em áreas encontradas nas indústrias petroquímica, de produção de açúcar e em indústrias de manuseamento / armazenamento de grão. Também é ideal para áreas perigosas encontradas nas indústrias mineiras.

Vídeos de softwares disponíveis

Precisa de ajuda?

Se precisa da opinião de um técnico especialista no assunto, preencha o seguinte formulário com informação sobre o tipo de utilização que pretende dar à sua câmara termográfica, as características que necessitaria e um orçamento aproximado.