0,00 €

      Internet das Coisas

      Internet das Coisas (IoT): um mundo de dispositivos conectados, cidades e casas inteligentes, alimentado pelas últimas tecnologias disponíveis na RS!

      Crie o seu projeto IoT

      O que é a "Internet das Coisas"?

      Já ouviu falar acerca destes novos conceitos? Manter-se atualizado não parece fácil, vamos lá ver...
      • Internet das Coisas (IoT) ou Internet of Everything. Podemos conectar uma casa, um carro ou até um cão.
      • Indústria 4.0
      • Fábricas inteligentes
      • Internet Industrial das Coisas (IIoT)
      O que é a "Internet das Coisas"? Estes conceitos são diferentes? O que é importante?

      Basicamente, IoT é algo conectado a uma rede da internet ou a outras máquinas autónomas, que podem trabalhar sem intervenção humana. Os outros conceitos descrevem coisas que são possíveis com a Internet das Coisas. Os conceitos de casa, carro ou qualquer outra coisa conectada referem-se ao facto de estarem conectados a uma rede.

      O mesmo acontece com a indústria 4.0, embora seja o elemento de negócio IoT menos "cool", na realidade é o mais emocionante. Aqui a conectividade IoT (facilitada pelos novos componentes e os novos protocolos de rede) permite desenhar máquinas e equipamentos inteligentes, oferecendo a possibilidade de realizar seguimentos, registos, visualizações, monitorizações e ajustes em remoto.

      A Internet das Coisas é apenas isto? Sim, não deve ficar desapontado com estes novos conceitos. O conceito IoT é simples, pelo menos para os consumidores.

      Logicamente é necessário perceber alguns dados técnicos para criar estas "Coisas" que simplificam as nossas vidas. Aqui aparecem os engenheiros de desenho eletrónico, eles têm a capacidade de transformar os nossos sonos em realidade, não é como ganhar a lotaria ou um concurso, mas podem desenhar e criar muitas coisas que facilitam o dia-a-dia.

      Não gostaria de ter uma casa com o chão quente e com o seu café da manhã preparado ao chegar a cozinha? Melhor ainda, rastrear as chaves do carro, os sapatos das crianças ou os óculos para não ter que correr a procura deles cada vez que tem que sair de casa e não os encontra. Tal vez gostaria de abrir a porta de casa, ou da garagem, sem fazer malabares quando chega a casa carregando com as compras.

      Então... Que foi o que mudou? Tudo isto como é possível? Há muitos exemplos de dispositivos que permitiram desenvolver a tecnologia com rapidez, dispositivos já conectados aos videojogos, aplicações de lazer, fitness e saúde.

      Agora há sensores acessíveis que podem detetar e enviar informação, junte-os com os novos protocolos de rede e prepare um novo mundo conectado para fazer qualquer coisa inteligente. As possibilidades são ilimitadas.

      Diagrama de bloco IoT

      Arquitetura IoT

      Habitualmente na arquitetura IoT incluem-se três elementos chave:
      • Dispositivos IoT - Dispositivos conectáveis à uma rede mais vasta com cabos ou com conectividade sem fios. 
      • Redes – De uma forma parecida aos routers domésticos, uma rede ou um gateway conecta vários dipositivos IoT à nuvem.
      • Nuvem – Servidores remotos ubicados em centros de dados com armazenamento seguro.

      Dados

      Os dispositivos IoT criam dados – pequenos bytes de dados simples que representam os registos de informação enviada como temperatura, humidade ou localização. Comummente isto recebe o nome de ‘little data’ por ter um tamanho pequeno.

      Quando diferentes dispositivos enviam estes pequenos dados, através de uma rede à nuvem, é possível realizar uma monitorização e com o tempo a quantidade de dados vai ser maior. Habitualmente isto é descrito como ‘big data’, nesta fase a Internet das Coisas torna-se inteligente. O ‘big data’ permite analisar milhares ou milhões de dados para aprender, compreender e controlar algo muito melhor.

      Esta poderia ser a analítica dos sensores conectados em determinados eventos, resultados ou ações. Por exemplo, utilizar sensores de luz ambiental na iluminação pública sabendo que anoitece mais tarde em primavera, para que mais a frente esta analítica permita poupar eletricidade.

      Também para identificar uma máquina que vibra mais do habitual e tal vez signifique que poderia estar quase a falhar, permitindo que apenas seja necessário comprar algumas peças e programar uma manutenção preditiva.

      Protocolos IoT

      Na atualidade surgem muitas linguagens e protocolos adequados para IoT, desde o habitual WiFi ou Bluetooth até novos sistemas como LoraWAN e Sigfox.

      Cada protocolo é adequado para uma gama especifica de aplicações e vai depender de vários fatores.

      • Velocidade de transferência de dados – Quanta informação vai ser enviada?
      • Consumo de energia - Assim como no caso dos dispositivos wearables, tem uma bateria com uma vida útil pequena?
      • Alcance – A distância de transmissão necessita apenas uns metros ou alguns quilómetros?
      • Frequência – Quais são as frequências disponíveis na região?

      Desenhando para IoT

      A maioria das tecnologias requeridas para criar aplicações IoT não são novas, cada elemento tem atingido uma determinada maturidade e uma eficiência de custos, o que significa que agora são mais acessíveis.

      Os módulos disponíveis, como o router WepTech 6LoWPAN ou os componentes discretos como TI CC2538 criados para os desenhos a medida, permitem desenvolver projetos com muita facilidade. Neste sentido, encontramos mais exemplos nos componentes passivos e nos conectores, agora mudam para se adaptar às necessidades dos projetos IoT mais inovadores; também no caso do USB-C, que permite ter menos cabos conectando os dispositivos wearables e os condensadores cerâmicos de multicamadas de apenas 0.6mm x 0.3mm que são mais pequenos do que nunca.

      Novidades

      Principais fabricantes

      O que se passa no mundo IoT? (em inglês)

      Conectando a casa do futuro com TE Connectivity

      Na última década um dos conceitos mais atrativos para os consumidores consiste nas casas inteligentes. Com tudo, os custos e a complexidade das aplicações impedem que o "sonho conectado" seja uma realidade.
      Finalmente isto está mudando.

      Temos encontrado o meio para aproximar vivendas e domótica com um preço razoável. Agora, as novas tecnologias conectadas chegam para transformar as nossas casas em espaços inteligentes, o que permite monitorizar as nossas ações, antecipar comportamentos e responder as nossas necessidades.

      TE Connectivity é um dos pilares que sustentam esta evolução, oferece soluções de conectividade e sensores para integrar dentro de uma vasta gama de dispositivos de uso doméstico, facilitando que os fabricantes possam superar os limites atuais do possível.

      7 Razões pelas quais o seu próximo projeto deveria focar-se em IoT

      Encontre aqui 7 razões pelas quais o seu próximo projeto deveria focar-se em IoT.

      Tem tudo o que necessita para o seu projeto IoT?

      © Amidata S.A. Avenida de Europa, 19, 28224 - Pozuelo de Alarcón - Madrid - Espanha